5 itens para arrasar com o currículo nas provas de residência

5 itens para arrasar com o currículo nas provas de residência

 

Durante toda nossa jornada acadêmica na faculdade fazemos muitas atividades curriculares e extracurriculares para nosso currículo. Agora chegou a hora de seu esforço ser valorizado.

Isso porque muitas provas de residência possuem como segunda fase uma análise curricular. Ela corresponde a 10% da avaliação final para a maioria das Instituições. Então, pode ser um fator decisivo na conquista de uma vaga na residência médica.

Antes de começar com os itens mais importantes, é importante enfatizar que você deve ser verdadeiro!

Por isso, a primeira dica é para não mentir em hipótese nenhuma. As informações são verificadas e todo inscrito terá que prestar contas sobre as informações repassadas.

Então, você poderá ser testado em uma entrevista e, se perceberem que você mentiu, isso te prejudicará.

Além disso, outra dica importante é: leia o edital inteiro. É nele que você vai ter detalhes em relação ao que deve compor seu currículo, como a nota é distribuída e como ele deve ser formatado.

Mas e aí, o que eu preciso ter no meu currículo para impressionar a banca? 

 

 

1. Trabalhos e Pesquisas Científicas

 

Grandes instituições, especialmente aquelas voltadas para o academicismo, valorizam muito a parte científico. 

Então, desde publicações de artigos em revistas a congressos que você apresentou trabalho. Iniciações ou participação em projetos científicos. Produção de relatos de caso ou pesquisas retrospectivas….todos são importantíssimos. 

Logo, tenha em mente que todos trabalhos produzidos podem ser pauta de entrevista, por isso é interessante que você revise os temas e domine os resultados de suas pesquisas.

 

2. Ligas Acadêmicas no currículo

 

A imersão e o interesse mais aprofundado no mundo da medicina é um quesito admirado pela banca. E a participação em ligas acadêmicas mostra um pouco disso.

Ainda mais se você tiver assumido, posteriormente, algum cargo de coordenação nessas ligas.

No entanto, se atente apenas a forma como é pontuado a sua participação.

Alguns editais restringem para pontuar apenas uma liga por semestre/ano . Ou seja, se você tiver feito duas no mesmo ano, apenas uma delas irá contabilizar, utros editais também apenas pontuam determinados cargos na gestão, como é o do PSU – MG.

Além disso, lembre-se de demonstrar na entrevista, caso ela ocorra, todas as soft skills desenvolvidas a partir da liga, principalmente se você fez parte da gestão: responsabilidade, trabalho em equipe, planejamento de aulas e projetos, etc.

 

3. Monitorias

 

Aqui está o academicismo novamente! As monitorias, e consequentemente, a vontade de ensinar e também de aprender, ganham os corações dos avaliadores.

Talvez seja um dos preferidos da maioria. Isso ocorre pois demonstrar interesse acadêmico e participação podem ser um diferencial.

Então coloque todas suas atividades como monitor, e dê destaque para aquelas que você atuou como bolsista! Isso pode dar uma impressionada extra.

 

4. Inglês

 

Hoje vivemos um mundo globalizado, e não dá mais para fugir do inglês como segunda língua dominante. 

Além do mais, na residência e na vida vamos lidar constantemente com pesquisas, artigos, palestras em inglês, então não deixe de se dedicar a isso. É muito importante para sua carreira profissional e extremamente útil na vida pessoal também.

 

5. Estágios eletivos/voluntários para o currículo

 

Buscar aprimorar suas habilidades e expandir sua experiência na medicina é algo de muito valor, e se for ainda na área que você deseja atuar e na instituição que você deseja, pode impressionar seus avaliadores. 

 

Não tem muito segredo meus amigos! Por isso, confie no seu processo de formação e em todas as oportunidades que você aproveitou até agora.

Ah, e se você ainda não está nessa fase de preparação para as provas de residência, aqui vai uma dica:

Vá atrás dos editais dos lugares que você mais deseja prestar prova futuramente e veja em quais itens são atribuídos as maiores notas e corra atrás dessas atividades!

Logo, se planeje bem. Veja quantos períodos faltam até o internato e divida essas atividades faltantes por cada um deles para que você não se sobrecarregue e consiga aproveitar ao máximo.

 

Espero que tenha ajudado!

 

Até o próximo post,

 

Dani Brito

 

Isso fez sentido pra você? Compartilhe este post

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no email
Compartilhar no whatsapp

Digite o email em que você quer receber o Checklist: