8 hábitos para você mandar bem na medicina

8 hábitos para você mandar bem na medicina

E aí, galera! Vocês já pensaram quais hábitos vocês gostariam de mudar na rotina de vocês para serem mais produtivos? Ou melhor, quais hábitos na medicina vocês gostariam de desenvolver para aproveitar bem a faculdade?

Provavelmente sim.

Afinal, a gente sabe que ter o hábito de fazer exercícios, por exemplo, aumenta a nossa capacidade intelectual. Estudar de forma consistente faz você mandar bem nas provas. Ler livros de performance e produtividade faz você adquirir novas habilidades.

Mas agora deixa eu te perguntar uma coisa: os seus hábitos estão alinhados com o lugar que você quer estar daqui a 10 anos? 

Se não estão ou você gostaria de melhorar ainda mais eles, vem com a gente até o final:

Como os hábitos funcionam? 

Muitas vezes nós achamos que para alcançar os nossos objetivos e melhorar nossa produtividade nós precisamos de grandes ações. Atitudes notáveis, que todo mundo possa ver e elogiar. Mas acontece que pensar assim é um engano gigante que cometemos. Mas calma aí, que eu vou te explicar o porquê.

Os hábitos são construídos em pequenas ações que você faz dia após dia. Isso mesmo. São aquelas ações que você muitas vezes nem dá valor, que ninguém nota, mas que no futuro terão um resultado imenso. Muito maior do que você esperava.

Pense comigo: a bagunça que você deixa é resultado dos seus hábitos de desorganização, não é mesmo? O seu peso, dos seus hábitos a longo prazo de exercícios e alimentação. A sua aprovação na residência, dos seus hábitos de estudo. 

Ou seja, não adianta nada você fazer algo intensamente por 3 dias e desistir. Você não vai alcançar a sua meta se não criar hábitos que façam você chegar lá de forma consistente. Concordam comigo?

Até porque, todo mundo quer alcançar seus objetivos. Todo atleta quer ganhar uma medalha de ouro. Todo empresário quer sucesso na sua empresa.Todo estudante quer chegar na aprovação. Mas o que a grande maioria que chega no seu objetivo final faz? 

Eles têm bons hábitos e APROVEITAM o percurso até lá. Até porque, se seu objetivo final é daqui 5, 10 anos, você não vai esperar até lá para aí sim ser feliz, né? 

E aí, bora ver que hábitos são esses?

1- Autorresponsabilidade

A autorresponsabilidade diz respeito a você assumir a responsabilidade de todos os resultados que você tem. Isso mesmo, pessoal. Sem jogar pro outro a culpa do nosso fracasso e dos nossos erros. E eu sei que em muitos momentos a gente tende a fazer isso. 

Por exemplo, você está com a matéria acumulada porque não conseguiu organizar seus estudos com o formato EAD que entrou na pandemia. Você pode ficar colocando a culpa nas aulas EAD, em tudo que está acontecendo ou correr atrás para se organizar e colocar a matéria em dia. 

Sacaram a ideia?

2- Proatividade

A proatividade é uma consequência da autorresponsabilidade.É você iniciar a ação antes mesmo dela acontecer. Com a proatividade você é o agente do rumo da sua vida, e não consequência do que já aconteceu. Ou seja, você passa a ter um papel mais ativo na sua vida. 

Afinal, tem coisas que a gente não controla, não é mesmo? Mas o mais importante, não é o que aconteceu na sua vida ou naquele dia ruim. Mas sim, a forma como você lida com isso.

3- Sair do piloto automático

Você já parou para se perguntar se está apenas seguindo a manada? Você já se perguntou por que você faz o que faz? As suas ações estão alinhadas com os seus objetivos futuros? Os seus hábitos na medicina são por que te mandaram fazer?

Claro que muita coisa a gente precisa cumprir, porque faz parte do jogo, não tem muito pra onde fugir.

No entanto, a maior parte das coisas que fazemos são (ou deveriam) ser escolhas nossas. Mas escolhas conscientes. São elas que nos fazem sair do piloto automático e deixar de apenas viver mais um dia.

4- Priorizar as tarefas mais importantes

Aqui vale essa dica: faça uma lista com as coisas que você precisa fazer no seu dia. Mas não uma lista qualquer. Comece colocando as tarefas que são mais difíceis por primeiro.

Até porque, quem nunca procrastinou aquela tarefa pior e deixou pro final do dia? Ou foi procrastinando até que bateu o tempo final para ser entregue nos 45 do segundo tempo?

Às vezes (ou na maioria das vezes) essa tarefa nem é tãão ruim assim, vamos combinar. Mas a gente adia ela o máximo possível simplesmente pelo fato de não gostar ou não querer fazer aquilo. Não é mesmo?

Dessa forma, o seu dia poderá ser muito mais produtivo. Afinal, o pior já passou e agora você pode fazer as suas outras tarefas beem mais tranquilamente.

5- Adotar um comportamento de ganha x ganha

Muita gente acha que para que se ganhe algo é preciso que o outro perca.

Como assim? Vou te explicar:

Digamos que você tenha achado um resumo, um material ou uma página super bons. Aí você pensa: ah, não vou compartilhar ele com os meus colegas, vou guardar ele só pra mim. 

Cara, o seu principal concorrente é você mesmo! Não é porque você vai compartilhar aquele material legal que seu colega vai ser mais bem sucedido ou melhor que você!

Um avanço de um colega seu NÂO é um passo atrás que você está dando. Todo mundo pode andar junto. Assim, da mesma forma que você irá compartilhar conhecimento com alguém, pode ser que em algum outro momento outra pessoa também compartilhe com você.

Com esses hábitos na medicina, todo mundo sai ganhando. Beleza?

6- Cuidar do seu corpo e da sua mente

Pode parecer óbvio, galera. Mas vocês já tentaram fazer alguma coisa quando o seu corpo não está muito bem, quando você sempre está extremamente cansado ou quando você não está se sentindo muito legal?

É muito mais difícil né?

Por isso se alimentar bem, fazer exercícios físicos e dormir bem são hábitos na medicina super importantes, como vocês já devem ter se cansado de ouvir não é mesmo?

Além disso, não se cobrar ao extremo para não gerar frustrações constantes, ter equilíbrio entre as suas obrigações e as coisas que te fazem bem são coisas fundamentais para você ter mais resiliência quando as coisas apertarem e você conseguir manter seus hábitos e sua produtividade.

Afinal, para a nossa máquina funcionar direitinho é preciso que toda engrenagem esteja funcionando também, né? 

7- Registrar todo o seu tempo gasto com as suas tarefas produtivas

Registre o tempo que você gastou no seu dia com as tarefas que você se propôs a fazer. Por exemplo: o tempo de estudo, de questões ou daquele trabalho da faculdade.

Sabe por quê?

Quando você registra esse tempo, fica muito mais fácil visualizar o seu progresso e continuar mantendo esse hábito a longo prazo.

8- Comemorar as pequenas vitórias

Pode ser que muitos dos seus objetivos sejam a longo prazo. E isso não tem problema nenhum, viu. Inclusive, é até bom.

Mas lembre-se de perceber seus pequenos avanços e suas pequenas vitórias durante o caminho. Não precisa ser muita coisa não. Pode ser qualquer passo a mais que você conseguiu dar. Por mais simples que seja. 

Agradecer essas pequenas vitórias irá te dar um gás pra você continuar mantendo seus hábitos e não desistir antes de alcançar seus objetivos. Beleza?

Não deixe de assinar o Medskill para saber mais sobre este assunto.

Até a próxima!

Marília Damo

Isso fez sentido pra você? Compartilhe este post

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no email
Compartilhar no whatsapp

Digite o email em que você quer receber o Checklist: