Como acabar com a matéria acumulada

Como acabar com a matéria acumulada

Fala galera, tudo certo? Se você chegou até aqui é porque provavelmente você deve estar com aquela matéria do cursinho, da faculdade ou até mesmo da residência acumulada e não sabe como colocá-la em dia. 

Afinal, quem nunca passou por essa situação? Acredito que a maioria de nós passa ou já passou por isso na faculdade de medicina.

Por isso, hoje nós do Além da Medicina vamos te dar algumas dicas práticas para você recuperar a matéria acumulada principalmente dos estudos para residência. Mas, claro, você pode adaptar essas dicas para a sua rotina de estudos do período em que você se encontra no momento.

Ficou interessado no assunto? Então vem com a gente!

Começando a estudar

Chegou o início do ano, você se matriculou no cursinho, organizou sua rotina e estava com toda a motivação e energia para começar a estudar rumo à sua aprovação na residência médica. 

Conforme os dias foram passando, você foi se perdendo na sua organização inicial e não conseguiu se adaptar a sua nova rotina de estudos do cursinho e aulas do internato ao mesmo tempo.

Alguns dias você cumpriu sua meta, outros não estudou nada ou estudou menos do que precisava. 

Agora você chegou até aqui e não estudou o que gostaria ou tinha planejado ter estudado. Por isso, a matéria acumulou e você não sabe por onde começar a correr atrás do prejuízo.

E aí, se identificou nessa historinha que eu contei pra vocês?

Aposto que sim. 

Quer recuperar essa matéria atrasada e correr atrás dos seus acertos para as provas de residência?

Então confere essas dicas que preparamos pra vocês:

Quantifique a sua matéria acumulada

A nossa primeira dica para recuperar a matéria acumulada é: quantifique aquilo que você deixou de estudar. Vou te dar um exemplo: veja quantas aulas você perdeu e quantas matérias você deixou de revisar nesse tempo e anote tudo isso.

‘’Ok, eu fiz isso. Mas como posso estudar esses assuntos dando seguimento no meu cronograma normalmente?’’

Pois então, esse problema é realmente um pouco maior do que você pensava…

Você tem que recuperar a matéria atrasada e seguir com o seu cronograma de estudos e com as revisões que você já deveria estar fazendo nesse tempo.

Isso significa que você vai ter um pouco mais de trabalho do que provavelmente você imaginava. 

Mas bora lá organizar isso tudo?

Criando um plano de ação

Pessoal, aqui vai um exemplo pra vocês se inspirarem na hora de se organizar para acabar com a matéria acumulada.

Mas claro, adaptem isso para sua rotina, de acordo com as suas horas de estudo disponíveis e pro conteúdo que você tem para estudar!

Com esse esquema queremos dar apenas um exemplo de como você pode começar a acabar com esse conteúdo atrasado de uma vez por todas. Por isso, vamos te explicar direitinho item por item. Bora lá?

1- Separe o tempo livre

Vamos lá: digamos que seu internato termine às 16h, aí você precisa de um tempo para voltar pra casa, descansar e se preparar antes de iniciar os estudos.

Depois disso, você tem das 17h às 22h para estudar até a hora de ir dormir. Mas, galera, a gente sabe que tempo disponível é diferente de tempo líquido, não é mesmo?

Ou seja, normalmente nós usamos 40% do nosso tempo disponível para realmente sentar na cadeira e estudar com efetividade. 

Isso significa que neste nosso exemplo você tem 2h, de segunda à sexta-feira, para estudar realmente para as provas de residência. 

2- Organize as métricas do seu conteúdo 

Trabalhar com métricas é identificar o problema antes mesmo dele acontecer. É incrementar sua produtividade sem gastar mais tempo pra isso. É estudar melhor sem necessariamente estudar mais.

E como fazer isso? 

Usando o método de revisões espaçadas.

Esse método o ajudará muito a reter informações recém aprendidas por mais tempo, colocando-as em sua memória a longo prazo.

A nossa dica é que você direcione suas métricas de conteúdo trabalhando com a sua porcentagem de acertos para fazer as revisões, da seguinte forma:

1. Estude a matéria;

2. Faça questões sobre o assunto após pelo menos 24h do momento em que você teve o primeiro contato;

3. Estabeleça o grau de dificuldade do assunto conforme seus acertos:

Fácil = > 80% de acerto -> revisão 5 dias depois

Médio = 70-80% de acerto -> revisão 3 dias depois

Difícil = <70% -> revisão 2 dias depois

4. Faça pelo menos 2 revisões após o seu primeiro contato com a matéria;

5. Programe a terceira revisão caso seu grau de dificuldade ainda seja médio ou difícil;

6. Coloque as métricas em um calendário:

Primeiramente, quantifique quantos conteúdos estão atrasados.

Após isso, dilua esses conteúdos de acordo com o método de revisões espaçadas que explicamos anteriormente e coloque eles em um calendário.

Nesta imagem você irá ver o calendário que os alunos do nosso programa de Mentoria Residência usam para metrificar o seu cronograma de estudos:

Na plataforma, os alunos têm acesso às revisões inteligentes de forma automatizada para organizar melhor o cronograma de estudos.

Mas você também pode criar seu calendário manualmente usando o nosso queridinho Notion. De modo simples, você adiciona um calendário e coloca as matérias em cada dia do seu mês para organizar suas revisões.

Além disso, você pode selecionar a opção para o programa te lembrar de estudar os assuntos selecionados para aquele dia, assim, fica mais fácil de você não se perder em tantos conteúdos.

Na plataforma do Medskill tem uma super aula explicando todos os passos para usar o Notion nos seus estudos. Corre lá e não perde essa baita dica para organizar melhor sua rotina.

3- Estabeleça uma meta para o seu estudo atual

Por exemplo: estudar 4 aulas do cursinho + as revisões.

Cada aula do cursinho dura em média 2h, logo, 4 aulas x 2h = 16h/semana

4- Faça um cronograma com os seus horários 

Digamos que você tenha 8 conteúdos atrasados e cada aula do cursinho dure 2 horas. Logo, você tem 16h atrasadas para recuperar.

Além disso, suponhamos que seu cursinho disponibilize 4 aulas de 2h de aulas por semana para você assistir.

Dessa forma, você tem pelo menos 20h semanais de estudo + as revisões, certo?

Mas vou ter que estudar todos os dias da semana?

Meu amigo, se a sua matéria está em dia, você pode descansar até dois dias na semana se você quiser!

Mas se não for o seu caso e você está lendo esse texto para recuperar o conteúdo acumulado, eu sugiro que você busque a energia de lá do início do cursinho para conseguir diluir essas matérias todos os dias da semana se for preciso.

Assim, depois que você voltar a estar em dia com o seu cursinho, a sua rotina também poderá voltar ao normal com seus dias de descanso.

Isso porque, é muito melhor que você recupere isso de um modo mais rápido (porém organizado), do que demorar 5 meses para finalizar toda essa carga de conteúdo que ficou pra trás, concorda comigo?

Então, o que acha de separar 3,5h do seu sábado e + 3,5h do seu domingo para dar aquela turbinada na sua recuperação de conteúdo?

5- Organize seu tempo

Agora você já sabe as horas que você tem disponíveis durante a semana + as horas que você pode dedicar do seu final de semana também para os estudos.

Além disso, você já sabe também quantos conteúdos estão acumulados e quantas horas você vai gastar com as matérias da semana do seu cursinho.

Então agora retire as horas de aula do cursinho. Desta forma você terá 17h – 8h do cursinho = 9h disponíveis.

Use 50% dessas horas para recuperar o conteúdo e 50% com as revisões que estão em andamento. 

Com isso, você consegue ir aprendendo novos conteúdos ao mesmo tempo em que não deixa as suas revisões para trás. 

Afinal, você que acompanha o Além da Medicina sabe que para aprender com qualidade as revisões são fundamentais nesse processo, certo?

Planos factíveis x frustração 

Galera, esses foram alguns exemplos para vocês sacarem a ideia principal de como é possível acabar com a matéria acumulada com métricas e organização.

Agora, fica com vocês a principal parte: adaptar isso pra sua rotina!

Mas não esqueça de um ponto muito importante: faça planos reais, ou seja, estabeleça metas que você tenha condições de alcançar e que sejam factíveis pro seu dia a dia.

É muito melhor você colocar metas reais, alcançá-las e crescer com esse processo, do que criar frustração com planos que fogem do seu alcance neste momento.

Motivação para correr atrás do prejuízo: é realmente necessária?

Quem acompanha o conteúdo do Mentoria Residência, seja no Instagram ou no Youtube, sabe que nós sempre frisamos o seguinte ponto: você não deve depender da sua motivação para fazer ou não as coisas que você precisa!

Isso serve para seus estudos e quaisquer outras atividades que demandem energia e comprometimento da sua parte.

Isso porque nem sempre você terá motivação, nem sempre irá acordar disposto a ir para a aula, a estudar a matéria do cursinho ou até mesmo para fazer atividade física, por exemplo. Isso é totalmente normal, galera! 

Alguns dias a gente acorda mais disposto, já outros, nem tanto, e isso faz parte do jogo! E é nesses dias que a gente precisa reforçar isso para nós mesmos e fazer aquilo que é preciso mesmo sem vontade.

Só assim um dever se torna um hábito e você não se torna refém da sua motivação para dar seguimento aos seus estudos e a recuperar a matéria acumulada! 

Mas, a gente sabe, pessoal, começar sempre será mais difícil!

Regra do foguete

E isso funciona como um foguete, que gasta 80% do seu combustível para decolar e os outros 20% enquanto ele está em órbita.

O que eu quero te dizer com isso, é que o início sempre será mais trabalhoso e irá demandar mais energia da nossa parte.

No entanto, depois que criamos um hábito e mantemos constância naquilo que nos propormos a fazer, o processo vai se tornando mais leve.

Assim, os resultados vão aparecendo e só há um destino possível: estar entre os 5% que serão aprovados nas provas de residência médica.

Pra complementar

E aí pessoal, gostaram do nosso post?

Então não deixem de assistir o vídeo que o Bernardo Prencht gravou la no canal do Além da Medicina dando todas as dicas de como acabar com a matéria acumulada e reter as informações aprendidas por mais tempo para mandar bem nas provas de residência.

Até a próxima, galera!

Marília Damo

Isso fez sentido pra você? Compartilhe este post

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no email
Compartilhar no whatsapp

Digite o email em que você quer receber o Checklist: