Juros compostos: por que começar na faculdade?

Juros compostos: por que começar na faculdade?

Um dos grandes aliados dos investidores são os juros compostos. Com eles, os seus investimentos valorizam mais e mais com o tempo!

Por isso, hoje vou falar um pouquinho sobre o que são esses juros compostos e porque você deveria começar a investir já com seu dinheirinho de aluno de medicina.

Então, pega um caderninho ou bloco de notas e vamos comigo! Se quiser uns exemplos legais, dá uma conferida nesse vídeo aqui:

Afinal, o que são esses juros compostos?

Na verdade, os juros compostos são uma fórmula matemática: M = C x (1 + i)t. Calma, vou te explicar, sei que muita gente da medicina não entendeu. O medicinês e o matematiques são línguas bem diferentes mesmo, fica tranquilo.

 O M é o seu montante, então seria quanto dinheiro você tem ao final. O C é o seu capital, com quanto dinheiro você começa. O i, no nosso caso, seria a taxa de juros ou de rendimento. Por fim, o t seria o tempo.

O mais importante de você perceber é que o tempo é uma potência. Ou seja, ele é o grande responsável pelo aumento do montante. Por isso, o tempo é seu grande aliado.

Mas o que isso quer dizer?

Basicamente, que sua jornada em direção à liberdade financeira precisa começar o quanto antes! Se você estiver na faculdade, lá no internato ou até mesmo vivendo com bolsa de residência, comece.

Não importa se vai começar com uma quantidade pequena que ganhou na faculdade. Não importa se vai conseguir separar só um pouco da sua bolsa. Como a gente já viu, os juros compostos vão te ajudar principalmente com o tempo.

Eu sei que a faculdade e a residência são cheias de desafios. Ainda assim, tente criar o hábito do investimento. Separe uma quantia todo mês, destinada para investir e aproveite sua vida tranquilamente enquanto os juros compostos agem a seu favor. Tenta não procrastinar isso, conselho de amigo!

O que mais os juros compostos nos dizem?

As taxas de rentabilidade geralmente chamam nossa atenção quando procuramos por algum investimento, né? Mas dá uma lembrada na fórmula dos juros compostos: o principal era o tempo ou a taxa? Pois é, o tempo.

Além disso, quanto menos tempo você mantiver um investimento aplicado em renda fixa, por exemplo, maiores os impostos sobre ele. Assim, é importante você ter esses conhecimentos, pra não cometer erros agora e nem quando se formar.

Escolha investimentos pensando no longo prazo, priorizando o tempo e não as taxas. Óbvio, elas devem ser analisadas, mas não como fator decisivo. E também não fique migrando seus investimentos de ativo para ativo.

Interpretando dívidas a partir dos juros compostos

A fórmula dos juros compostos também pode ser usada para avaliar dívidas. Então se você possui alguma dívida, como FIES, fica ligado.

Se a taxação da dívida incidir sobre o saldo devedor, o tempo deixa de ser aliado e passa a ser inimigo. Então, tenta se organizar e evitar dívidas. Se por acaso precisar contrair uma, tenta quitar o quanto antes, pra perder o mínimo possível.

O Finanças Dominadas te ajuda a investir melhor

Lá no Finanças Dominadas, o Maikel te ensina a investir melhor. Além disso, ele fala bastante sobre os juros compostos e como eles podem ajudar os estudantes de medicina. Então dá um confere lá e faça seu dinheiro crescer cada vez mais!

Banner para o Finanças Dominadas

Bom pessoal, era isso que queria falar com vocês hoje. Comecem os investimentos o quanto antes, mesmo que com quantias menores, e celebrem os juros compostos! Se precisarem, só chamar no nosso Insta!

Grande abraço,

Eric Slawka

 

Isso fez sentido pra você? Compartilhe este post

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no email
Compartilhar no whatsapp

Digite o email em que você quer receber o Checklist: