Primeiro plantão médico: aprenda a se preparar

Primeiro plantão médico: aprenda a se preparar

Alguns dos maiores medos dos internos que estão perto de se formar são:

1. Será que eu vou dar conta do meu primeiro plantão médico?
2. Será que eu estou preparado o suficiente?
3. Como eu faço para escolher bem o local do meu primeiro plantão?

Mas, galera, é normal nos questionarmos isso. Afinal, durante toda a faculdade sempre tivemos o suporte dos preceptores.

Agora, depois de formado, esse cenário irá mudar. Iremos ganhar mais responsabilidade e sairemos da nossa zona de conforto da faculdade.

Então, com certeza toda essa mudança irá gerar alguns medos, mas que fazem parte dessa transição que todo médico passa.

Por isso, hoje a gente trouxe pra vocês algumas dicas de como se preparar melhor para o seu primeiro plantão e se sentir mais confiante. Bora lá?

1) Aceite o nervosismo (mas não deixe ele te paralisar)

Galera, como eu disse antes, essa transição do internato para o primeiro plantão médico vai sim gerar um certo frio na barriga. Até porque, estamos dando início a um ciclo de mais autonomia e responsabilidade.

É hora de colocar em prática tudo que aprendemos durante os 6 anos de graduação!

Esse frio na barriga pode acontecer não só no primeiro plantão, mas como nos seguintes que você fizer no início da carreira. Normalmente, essa sensação vai passando na medida em que você vai ganhando confiança e experiência.

O que não pode acontecer é esse medo de paralisar. Ou seja, te impedir de dar este passo inicial na sua carreira de trabalho. Beleza?

Por isso, aceitar o nervosismo e saber que ele é normal nesta transição é fundamental.

2) Dê preferência a plantões diurnos

A gente sabe que no início da carreira, principalmente, o recém-formado aceita qualquer plantão médico. Até porque, não se pode escolher muito. Ainda mais se você estiver já na residência e precisa encaixar os horários que sobram.

Mas, se for possível, tente priorizar plantões diurnos e durante a semana.

Isso porque, se você precisar de algum auxílio de outro médico ou da equipe assistente, fica muito mais fácil entrar em contato com eles nestes horários.

3) Conheça o local

Para isso, você pode marcar uma visita em outro dia antes do seu plantão. Além disso, procure conversar com alguém que trabalha ou já trabalhou lá antes para pegar algumas dicas do funcionamento daquele hospital.

Ou, porque não, se você está no internato, faça um estágio lá antes de se formar.

Assim, você já vai chegar no seu primeiro plantão mais familiarizado com o local e, consequentemente, mais tranquilo também!

4) Se quiser, faça o primeiro plantão em dupla

Alguns locais oferecem a opção de fazer o plantão médico em dupla. Vocês podem dividir o horário de um plantonista em dois médicos ou serem contratados separadamente para atuar juntos.

Procure buscar um plantonista para trabalhar com você que já tenha mais experiência. Embora muitos recém-formados trabalhem juntos também.

5) Busque o perfil de plantão que você melhor se encaixa

Alguns médicos preferem trabalhar em UBS, outros em UPA ou em emergência de hospitais. Saiba qual perfil de paciente e de atendimento você se sente mais confortável para o primeiro plantão. Isto também te proporcionará mais segurança!

6) Seja humilde: peça ajuda! 

Entenda seu tempo de evolução! Os funcionários daquele local provavelmente já estão trabalhando lá há muito tempo e sabem mais do que você.

Portanto, se ficar em dúvida sobre alguma coisa, seja humilde e peça ajuda, com educação é claro. Lembre-se que você está ali pelo melhor do seu paciente e todos da equipe devem trabalhar em conjunto para isso.

7) Revise alguns temas importantes para o seu plantão

Por exemplo, se você for trabalhar em um plantão médico de emergência, procure rever alguns temas como: intubação orotraqueal, parada cardiorespiratória, AVC, IAM e etc. São temas muito comuns na emergência que você precisará saber manejar.

Da mesma forma, é muito importante que em algum momento você faça o ACLS (Suporte Avançado de Vida em Cardiologia) se você for trabalhar em emergências.

8) Saiba onde procurar informações

Em muitos momentos você irá precisar buscar alguma informação que você não sabe ou não lembra, como por exemplo dose de medicamentos.

Por isso, tenha aplicativos e saiba onde procurar as informações que você precisa. O Whitebook ou Uptodate são boas opções!

Por fim, não deixe de conferir o nosso texto: Como conseguir plantões e qual a melhor opção.

Até a próxima!

Marília Damo

Isso fez sentido pra você? Compartilhe este post

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no email
Compartilhar no whatsapp

Digite o email em que você quer receber o Checklist: