Publicidade médica: você sabe o que é permitido?

Publicidade médica: você sabe o que é permitido?

A publicidade médica é uma divulgação do exercício da medicina, ou seja, são anúncios ou algum tipo de comunicação através da mídia que irá atingir o consumidor final, neste caso, o paciente. 

O marketing e a publicidade médica tem crescido cada vez mais e tem se tornado um caminho muito importante (praticamente essencial) para quem deseja se estabelecer na medicina particular. 

Mas para isso, a publicidade médica deve respeitar o Código de Ética Médica, as resoluções e as recomendações do Conselho Federal de Medicina. Afinal, a medicina não é um comércio e não pode ser mercantilizada. 

No entanto, você pode sim ganhar dinheiro com isso, desde que através da sua publicidade você esteja promovendo saúde para os seus pacientes. 

E para você não cometer nenhum erro que possa te prejudicar, hoje a gente trouxe 6 coisas que você deve evitar e também 7 dicas para você utilizar na sua publicidade médica.

Quer saber mais sobre isso? Então vem com a gente:

O que não pode ser publicado?

1- Promoções ou condições de pagamento

Pessoal, vocês não podem publicar conteúdos que promovam concorrência desleal ou autopromoção.

Por exemplo: “Promoção relâmpago: tratamento para acne com 30% de desconto à vista ou em 12x no cartão sem juros’’.

2- Fotografias ou selfies com pacientes como forma de divulgar método, técnica ou resultado de tratamento

E aí galera, isso fica proibido mesmo que o paciente tenha autorizado a postagem da publicação!

Porém existe uma exceção a essa regra: se esta foto for publicada em um evento científico com uma finalidade estritamente acadêmica, não há problema algum!

Mas claro, com a autorização do paciente neste caso.

3- Áudios que caracterizem promoção ou sensacionalismo

Digamos que você faz um tratamento para o seu paciente e ele encaminha a você um áudio de agradecimento dizendo palavras como: “Doutor, você é o melhor” ou “Se não fosse você eu nunca teria melhorado”.

E aí, neste caso: pode ou não pode publicar?

Não pode, pessoal! Pois essas palavras que enaltecem o médico são caracterizadas como promoção/sensacionalismo médico.

4- Antes e depois

Este item é muito conhecido e a grande maioria de vocês já devem ter ouvido falar que os médicos não podem publicar antes e depois nas suas redes sociais. 

Isso porque, cada organismo responde de uma maneira diferente. Logo, você poderá estar oferecendo um tratamento para o seu paciente que pode não ter os mesmos resultados do que aquele apresentado na publicidade médica.

5- Propaganda sensacionalista exaltando o médico como “o melhor/único’’

Como falei antes, pessoal, esse item assim como item 3 promove sensacionalismo médico e,por isso, também não pode ser publicado.

6- Publicações de agradecimentos constantes nas redes sociais dos pacientes

“Se um paciente publicar um agradecimento para mim nas suas redes sociais eu posso repostar?’’.

Então, galera, vocês podem! No entanto, se essas publicações forem muito seguidas e, novamente, como disse antes, exaltarem o médico como “o melhor”, elas devem ter postadas com cuidado e cautela.

Mas afinal, o que pode ser publicado?

1- Publicações relevantes e educativas

2- Esclarecimento de dúvidas 

3- Incentivar bons hábitos

4- Prevenção de doenças e promoção de saúde

5- Evidências e estudos reconhecidos

6- Endereço e telefone

7- Preço das consultas de forma discreta, sóbria e verdadeira

E aí, gostaram das dicas? No Medskill a gente tem um curso completo sobre Direito Médico para ajudar vocês nessas e muitas outras dúvidas. Não deixe de conferir!

Até a próxima!

Marília Damo

Isso fez sentido pra você? Compartilhe este post

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no email
Compartilhar no whatsapp

Digite o email em que você quer receber o Checklist: