Cronograma de estudos na medicina: aprenda a montar o seu

Cronograma de estudos na medicina: aprenda a montar o seu

Por que ter um cronograma de estudos na medicina?

A gente sabe que a faculdade de medicina nos exige muuito estudo. Isso porque, são inúmeros assuntos de cada grande área do curso. Assim, mais importante do que apenas estudar esses conteúdos, é saber como estudá-los. Para isso, ter um cronograma de estudos na medicina é fundamental para você se organizar e ter um estudo de qualidade.

Durante a faculdade, muitas vezes é normal sentir que não se está conseguindo gravar todo aquele conteúdo. Isso acontece principalmente depois de algumas semanas depois do estudo daquela matéria. Ou seja, a famosa curva de esquecimento.

Com isso, sentimos que não estamos no controle em meio a tanta matéria para estudar. Aliado a isso, também sentimos dificuldade em aplicar aquele conteúdo na prática. O que é muito comum!

Quem nunca passou por isso, não é mesmo?

Por isso, ter um cronograma de estudos na medicina com a forma certa de revisar é fundamental para aumentar a retenção de conteúdo a longo prazo.

Agora pense naquele intensivo de final de semana que você fez. Você investiu seu tempo, prestou atenção, fez anotações, aproveitou as aulas da melhor forma. Porém, depois deste curso, você acabou não utilizando aquele conhecimento que adquiriu e também não revisou nada daquilo. 

Muito provavelmente, semanas depois você já não lembrava de mais nada. Ou muito pouco. O que eu quero dizer com isso é que não adianta você gastar 10h em um um período curto de tempo estudando, se após esse aprendizado você não entrar em contato com o assunto novamente. Seja por revisões, seja tentando lembrar no dia a dia ou por questões. 

Se você está no início da faculdade e ainda não passou por isso, em algum momento você vai passar. Mas claro, se não seguir as dicas que nós vamos te dar aqui hoje.

Pós aula: como estudar?

Depois que você teve o primeiro contato com aquele assunto é indispensável que você revise a matéria. Como eu disse antes, para que a nossa retenção de conteúdo a longo prazo seja maior.

Acho que o sonho de todo estudante de medicina é lembrar e conseguir aplicar o conteúdo que estudou a longo prazo haha.

Mas o maior erro que nós estudantes cometemos é ter um estudo passivo depois da aula. Ou seja, ler todo o capítulo do livro daquela matéria ou ler todo o resumo antes mesmo de se testar.

A melhor forma de estudar no pós aula segue uma ordem muito importante:

  1. Questionar-se sobre aquele assunto: seja com questões ou pontos que não ficaram claros (active recall)
  2. A partir das dúvidas que surgirem, procurar outro material: resumo, slides, artigos
  3. 3. Fazer revisões espaçadas (pra não cair na curva do esquecimento)

Montando seu cronograma de estudos:

Antes de mais nada, você deve estabelecer alguns critérios para organizar as suas revisões. Principalmente, o nível de dificuldade que você teve naquele assunto.

Por exemplo: se o seu percentual de acertos foi < 60%, então essa matéria é considerada difícil e a nova revisão pode ser feita em D+2.

No entanto, se o seu percentual de acertos foi >80%, a  revisão pode ser feita em D+5, já que essa matéria foi considerada fácil.

Além disso, a revisão pode ser realizada, por exemplo, em blocos de 30 a 60 questões. Depois disso, você pode espaçar mais ainda elas conforme sua porcentagem de acertos.

No entanto, pessoal, esse número de questões não precisa ser exato! Ele apenas serve para te dar um direcionamento nas suas revisões. Mas você pode organizar este número de acordo com a sua rotina e seu tempo de estudo disponível. Beleza?

A partir disso, fica muito simples você montar seu cronograma: anote seu tempo de aula da faculdade durante a semana e tire um tempo de cada dia para as suas revisões.

Esse tempo pode variar a cada dia de acordo com as outras tarefas que você tem, como praticar atividades físicas. Mas o importante durante a faculdade é manter uma rotina de estudos, um pouco por dia. Isso é muito mais eficaz do que estudar toda a matéria atrasada em um dia só.

A partir do seu tempo livre, organize as revisões conforme o nível de dificuldade que você teve. Mas claro, seguindo a ordem: primeiro questões, depois material de leitura (conforme as dúvidas que ficaram).

Beleza?

Até a próxima!

Marília Damo

Isso fez sentido pra você? Compartilhe este post

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no email
Compartilhar no whatsapp

Digite o email em que você quer receber o Checklist: