Como escolher o curso preparatório para residência?

Como escolher o curso preparatório para residência?

As provas de residência médica estão cada vez mais concorridas. Afinal, o aumento do número de novos médicos no Brasil já é uma realidade. Sendo assim, na grande maioria dos casos, os alunos optam por um curso preparatório para  residência para os auxiliarem na preparação para as provas. 

Mas curso preparatório para residência é realmente necessário?

Claro que há algumas pessoas que já conseguiram passar nas provas de residência estudando por conta própria. No entanto, essas pessoas são a exceção e não a regra.

Isso porque, embora os conteúdos da faculdade sejam os mesmos, na graduação a forma como eles são nos passados não tem um direcionamento específico para as provas. Então, os cursinhos surgem com uma abordagem mais direcionada para a forma como as questões são abordadas nas provas de residência. 

Sendo assim, fazer um cursinho auxilia sim neste processo de preparação. Já que as aulas são mais direcionadas para as provas. Diferentemente das aulas da graduação. 

Além disso, vocês sabem que os conteúdos que precisam ser estudados para as provas são imensos. Até porque, não é nenhuma novidade que a medicina é bastante ampla.

Então, conseguir manter uma organização de todos os conteúdos que caem nas provas e fazer a seleção destes conteúdos que mais caem nas provas que você irá prestar acaba sendo muito trabalhoso. 

Residência médica: 5 motivos para você fazer 

O que preciso saber antes de escolher o cursinho?

Primeiro de tudo, saiba que esta decisão é bastante individual. Não existe apenas um caminho certo para todo mundo. Não existem milagres, pessoal. 

O objetivo aqui é apenas levantar alguns pontos a serem considerados na hora da sua escolha. Mas claro, de acordo com as suas preferências e com a sua realidade.

Vamos lá:

1.Analise a metodologia do cursinho e veja se ela se encaixa com o que você procura.
– Alguns cursos focam mais nas aulas. Outros cursos possuem aulas mais curtas, porém com mais resolução de questões, simulados, flashcards e etc.

2.Algumas plataformas disponibilizam o acesso gratuito por um determinado período. Faça o teste antes de adquirir o curso.

3.Converse com pessoas que já fizeram aquele cursinho e veja seus pontos fracos e pontos fortes.

4.Veja se você tem preferência por aulas online ou presenciais.

5.Meça o custo x benefício.
– Lembre-se que nem sempre o cursinho mais caro será, necessariamente, o melhor pra você.

6.Prefira cronogramas flexíveis.
 – Estudar a matéria que você está passando no internato pode te ajudar na assimilação do conteúdo.

Por fim, lembre-se:

Não há um único método e um único curso preparatório que funcione para todos. Até porque, existem muitas opções no mercado. Veja qual se encaixa melhor nas suas condições financeiras, no seu método de estudo e nas suas preferências.

E o mais importante: lembre-se que apenas assistir às aulas ou ler as apostilas não irá garantir a sua aprovação na residência médica. Mas sim, a sua metodologia de estudos.

Mentoria Residência: 5 motivos para você assinar HOJE

residência médica

Até a próxima!

Marília Damo

Isso fez sentido pra você? Compartilhe este post

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no email
Compartilhar no whatsapp

Digite o email em que você quer receber o Checklist: