FINANÇAS

RESIDÊNCIA MÉDICA

FACULDADE

SÁUDE MENTAL

CARREIRA

Investir: o que é e como fazer?

Investir: o que é e como fazer?

Nessa semana, o foco aqui no Além da Medicina foram as finanças. Já falamos um pouquinho sobre FIES e sobre erros do médico recém formado. Não deixe de checar o vídeo do Victor aí embaixo também, se quiser dicas de como ganhar uma grana extra! O tema hoje é como investir!

Seguindo essa linha, o que você faria ou fez com o salário do primeiro plantão? Pretende investir ou pagar contas pra ficar zerado de dívidas? Fica aqui comigo que vou explicar direitinho! Afinal, a gente sempre enfatiza o quão importante é saber investir!

Mas o que significa investir?

Pra começar a entender melhor se vale a pena investir ou pagar as contas, você precisa entender o que significa cada um, né? Então, vamos começar falando sobre investimentos.

De uma maneira bem direta e resumida, investir é você aplicar o seu dinheiro em troca de algo. Repare que não falei “dinheiro”, falei “algo”. E o que isso quer dizer?

Quer dizer que o retorno dependerá do seu investimento. Afinal, fazer um curso que te torne um médico melhor ou assinar o Medskill não seria investir em você mesmo?

Mas vamos focar nos investimentos financeiros aqui pros alunos de medicina, pra facilitar!

Então, o que são os investimentos financeiros?

Seguindo a mesma linha lá de cima, é você aplicar o seu dinheiro para que ele tenha alguma espécie de rendimento. Existem formas diferentes de investir financeiramente, mas a mais clássica é na bolsa de valores.

Por meio dela, você consegue ser sócio das maiores empresas do país e do mundo. Claro, a sua parte vai ser uma fração bem pequena, mas ainda assim você pode ter lucros legais!

Ao investir em ações, exemplo, existem duas principais maneiras de ganhar dinheiro:

1- A ação valoriza

2- Dividendos, que são uma espécie de divisão de parte dos lucros entre todos os acionistas

Gostei, no que mais eu posso investir?

Existem outras opções legais na bolsa, mas como eu não sou especialista, o Maikel vai saber orientar melhor! Mas vou apresentar outras opções que talvez sejam legais pra vocês.

Vamos lá, então? Não falarei de todas, mas aí tão algumas das principais!

Renda fixa:

Na realidade, existem vários componentes na renda fixa, mas vou agrupá-los aqui. São investimentos com menor rentabilidade (muitas vezes previsível), mas com maior segurança. Alguns exemplos são CDB, tesouro direto, LCI, LCA, CRA e letras de câmbio.

Não vou me alongar nesses exemplos, mas é legal você pesquisar sobre renda fixa quando começar a investir. Afinal de contas, a sua carteira precisa ter segurança também!

Fundos imobiliários:

Aqui, um grupo de gestores financeiros possui empreendimentos imobiliários de diversos tipos. Esses imóveis são alocados ou arrendados, com os lucros sendo distribuídos por todos os participantes de maneira proporcional ao investimento.

Basicamente, é uma forma interessante de você ganhar uma espécie de aluguel sem possuir imóvel próprio. Ah, e muitas vezes o dinheiro pinga todo mês, diferente da maioria dos investimentos!

ETF:

Na realidade, os ETFs são fundos de investimento também. No entanto, eles têm uma particularidade. São atrelados a algum índice, como por exemplo a IBOVESPA. Ou seja, eles buscam replicar o comportamento do índice. É uma forma mais “passiva” de investir que pode fazer sentido para quem está começando, pretende se expor a determinado mercado mas ainda não deseja ter o trabalho de escolher os próprios ativos. 

Mercado internacional:

Existem maneiras mais fáceis e maneiras mais complexas de investir fora do país. Existem ETFs e até mesmo ações dolarizados, por exemplo. Contudo, abrir contas em corretoras internacionais é sempre uma opção pra quem quer investir em empresas fora do Brasil.

Como começar a investir ainda na faculdade de medicina?

Aprender a teoria por trás é trabalhoso e exige esforço contínuo. Mas começar a investir é bem fácil e já fizemos um post te ensinando como dar os primeiros passos!

Já criou sua conta? Beleza, e agora?

Simples, agora você vai precisar de dinheiro pra poder aplicar. Dá uma lida nesse post aqui, que te dei 15 dicas de como ganhar dinheiro já na faculdade de medicina.

Show, e agora?

Agora vamos criar a reserva de emergência 

É interessante que esse seja o primeiro ou um dos primeiros investimentos. Afinal, como vou falar logo aqui embaixo, nem sempre você sai ganhando. E às vezes essas perdas podem impactar bastante na sua vida.

A reserva de emergência é uma quantidade de dinheiro que te sustente por determinado tempo investida em algo bastante seguro e com liquidez. Ou seja, você vai investir em algo que não gere perdas e que possa tirar o dinheiro rápido.

E por que não deixar guardado em casa? 

Porque o dinheiro guardado tende a perder valor por causa da inflação. Os investimentos seguros não tem tanta rentabilidade, mas muitas vezes superam ou acompanham a inflação.

A intenção é ter, literalmente, uma reserva pra caso surja algum imprevisto. Então não dá esse mole! Tudo bem que nessa fase você talvez tenha apoio de algum familiar e não tenha contas pra pagar, mas tenta pensar a longo prazo e já se adiantar.

Eu sempre vou ganhar dinheiro ao investir?

Como já adiantei, nem sempre investir é seguro, você pode perder dinheiro. Exatamente por isso é importante estudar e estar atualizado.

Por isso, é importante a gente diferenciar bem a renda fixa, que já apresentei nesse texto, da renda variável.

Basicamente, a renda fixa é mais segura e rende menos, enquanto a renda variável é mais arriscada, mas os ganhos podem ser maiores. É importante que a sua carteira esteja equilibrada entre esses dois, pra otimizar a segurança e os ganhos!

Por onde e por que aprender sobre investimentos?

O melhor lugar pros alunos de medicina aprenderem a investir desde já é no Finanças Dominadas! Desde já você vai aprender a transformar o seu dinheiro em um plantonista, te garantindo uma fonte de renda.

Outras fontes interessantes são os sites e blogs das próprias corretoras, como Clear, Rico e XP, e não faltam perfis no Instagram com dicas de investimento legais. Só toma cuidado com as fontes, pra não sair colocando seu dinheiro em qualquer lugar. Tenha critério e discernimento pra analisar as dicas.

Além disso, existem empresas de análise e diversos materiais bem discorridos pra você entender melhor sobre esse mundo. Eu, particularmente, gosto do trabalho da Suno, mas existem diversas opções boas por aí.

Acabei de me formar, devo investir ou quitar dívidas?

Esse tópico é delicado, porque existem várias variáveis. Contudo, uma certeza é que grande parte das dívidas crescem com o tempo, pelos juros e multas. Ou seja, quanto mais você demora pra pagar uma conta, mais vai precisar desembolsar no final.

Imagina aqui comigo, você deixou pra pagar o cursinho preparatório pra residência depois de ter o CRM nas mãos. Aí caiu o pagamento do primeiro plantão e você gastou. A mesma coisa com o segundo, e com o terceiro…

Quando você ver, aquele valor inicial já cresceu um monte e você vai acabar gastando muito mais do que precisava.

Então, sempre tente zerar todas as dívidas antes de investir. Afinal, evitar juros e multas é, de certa forma, uma espécie de investimento.

O hábito é essencial!

Investir é hábito. Por isso, desde agora, ainda na faculdade, é legal você se acostumar a investir todo mês. Melhor ainda, tenta separar uma porcentagem pra investir assim que o dinheiro tocar na conta, sem deixar pra investir “o que sobrar no fim do mês”.

Com certeza, isso vai te ajudar a não cometer alguns dos erros financeiros mais comuns do médico recém-formado, como aumentar muito o estilo de vida e esquecer de planejar o futuro.

Confia, de gota em gota jajá você enche seu balde!

Continue a investir e a estudar sempre, no longo prazo você será recompensado! Se quiser bater um papo sobre, pode me chamar lá no meu Instagram ou no do ADM!

É isso, pessoal, vou ficando por aqui. Desejo sorte e sucesso com os investimentos de vocês!

Grande abraço,

Eric Slawka

 

Isso fez sentido pra você? Compartilhe este post

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no email
Compartilhar no whatsapp

Digite o email em que você quer receber o Checklist: